Contributor

A vida do Francisco poderia ser descrita como um Barroco Tropical. As suas raízes Brasileiras de uma Família politicamente exilada no Brasil são da maior importância nas suas referências culturais e na forma que ele escolhe expressar o seu humor. Depois de terminar o seu Curso de Arquitectura (pré-Bolonha) em 2006 começa a sua vida profissional em Madrid, Espanha, alargando o horizonte da experiência Latina, e dando ao seu passado histórico maiores referências Mediterrâneas de vida e oportunidade. Logo depois, em 2008, o Mercado Bolsista Norte Americano faliu e ele volta para a sua cidade Natal de Lisboa em Portugal onde volta a fazer o que mais gosta: trabalhar e estudar. Volta aos estudos em 2011 onde ingressa num incompleto curso de Cenografia na Faculdade de Arquitectura de Lisboa, devido ao facto do mesmo, por questões políticas, ter sido parcialmente encerrado a meio. No meio da crise económica que se vive, Portugal está confuso, e a política é uma defesa, sendo forma de se expressar uma ideia. Como entretenimento escreve aqui na Le Cool Lisboa, 'o' magazine cultural de internet, sobre a ininterrupta vida Lisboeta. Prescuta a cidade, entre saídas, trabalho e o espanto que é estar nesta cidade à beira mar, rio a dentro. A vida corre-lhe de feição pois se faz a ela, sem medo de saber poder migrar, sempre na senda de que a saudade o traz de volta à terra que o viu nascer.

ARTICLES BY FRANCISCO MOURA PINHEIRO