100 Lisboetas que tens de conhecer

#29 – Celma Carreira

Nasceu em Wuppertal (Alemanha) em 1980, onde frequentou a escola até a secundária. Mas aos 18 anos mudou-se para Portugal, onde se licenciou em Turismo, trabalhando como Guia-Intérprete e acabando por enveredar pela Gestão de Eventos.
Viveu um ano em Viena e outro em Genebra durante os seus estudos. Em 2009 conheceu o projecto Adegga do qual é agora a responsável pelo mercado Alemão.
Vive a maior parte do tempo em Lisboa mas tem a sua segunda casa em Berlim. Alguém que leva Lisboa para fora de portas teria de ser alguém que merece estar no nº 28 desta lista!

Diz-me quem é a Celma Carreira vista de fora?
A Celma é uma mulher (bastante) feminina de 1,65 metros de altura e que tem longos cabelos morenos e olhos profundamente castanhos. Adora usar um belo par de saltos altos. O seu berço é a Alemanha o que a torna um pouco distante quando a conhecemos, mas depois a “veia” portuguesa vem ao de cima e a timidez inicial torna-se em empatia.

És alfacinha de berço, por devoção ou por convicção?
Sou alfacinha por paixão!

Porque achas que foste escolhida para esta lista de 100 Lisboetas que todos devem conhecer?
Antes de mais acho que sou a pessoa errada para responder a essa pergunta, têm que perguntar quem me convidou! Ou então perguntam aos milhares de turistas encantados que já visitaram a cidade comigo nos meus tempos de Guia-Intérprete.

Que projectos estás a cozinhar neste momento no teu forno encefálico?
Estou a criar um buffet vínico no meu forno! Porém o projecto que ocupa a maior parte de cozedura é a expansão do Adegga para a Alemanha! O Adegga é uma plataforma de comércio electrónico que ajuda produtores selecionados a promover e vender o seu vinho aos consumidores finais. Além da plataforma, organizamos os Adegga WineMarket’s, um evento onde podem provar antes de comprar os melhores vinhos de um grupo de produtores seleccionados. E como não paramos por aí ainda temos o Clube A: é um clube de eventos privados e vinhos exclusivos onde os nossos membros têm acesso a provas exclusivas e preços especiais. E tudo isto vai passar a funcionar na Alemanha!

Qual foi a pior ideia que tiveste até hoje?
A pior?! Foram várias!

Há algum segredo que ainda falte revelar sobre ti?
Quem conseguir “ler” os meus olhos sabe tudo sobre mim…agora o segredo é saber ler!

Gostas de alfaces?
Sim! A minha alface preferida são os canónignos. Na Alemanha, onde cresci, este tipo de alface é abundante e deve ser a única verdura que eu pedia à minha mãe aquando da ida ao mercado semanal.

Para ti Lisboa é…
…um vício!

Revela-nos qual a tua 2ª cidade, a seguir a Lisboa, obviamente!
Berlim! Lisboa é o meu amor, porém Berlim é o meu amante.

Se fosses Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, qual a tua primeira medida?
Criar infraestruturas para o Turismo. para melhorar as condições de quem nos visita. E mais ciclovias! Fazer com que existisse mais sentido de cidadania e comunidade. Era basicamente isto… Política não é comigo, não me aguentava nem dois dias! Já trabalhei numa Embaixada e deixei esse emprego por uma razão, de forma diplomática posso dizer que era demasiada politiquice.

O que gostarias de ver em Lisboa na próxima semana, no próximo mês e no próximo ano?
Gostaria de ver Lisboa continuar a crescer enquanto menina cosmopolita que é; nos seus programas culturais, mantendo a sua beleza singular e aumentando a qualidade da oferta, seja em termos de estruturas para os alfacinhas seja em programação cultural.

Lisboa tem prazo de validade?
Não, prazos de validade aplicam-se a produtos alimentares.

Qual é a primeira coisa em que pensas quando regressas a Lisboa?
Esboço um sorriso quando chego, Lisboa é sinónimo de casa.

Desejo para 2015?
Sair da zona de conforto!

Se Lisboa fosse uma imagem de marca qual seria?
Uma instalação de luz infinita.

O que achas que é necessário para Lisboa ser uma referência Mundial?
Uma estratégia de marca integrada; a Portugal e consequentemente Lisboa falta uma identidade que seja conhecida. O facto de a maior parte do Mundo já saber que não somos uma região de Espanha já é um bom avanço, agora este caminho tem que ser continuado. Lisboa tem que continuar a ser a menina encantadora que é, afinal quem nos visita fica perdido de paixão por esta cidade.
A situação é em todo semelhante com os Vinhos portugueses, poucos os conhecem, mas quando os provam ficam maravilhados!

Sugere-nos outras pessoas dignas da referência “100 Lisboetas que tens de conhecer!”.
O André Magalhães da Taberna das Flores, por contribuir de forma excepcional para o património gastronómico de Lisboa e o André Ribeirinho por ser um alfacinha devoto e uma pessoa verdadeiramente inspiradora.