100 Lisboetas que tens de conhecer!

#22 – Luís Franco-Bastos

O nosso n.º 22 é um dos nomes fortes do humor em Portugal com um percurso que começou em criança, a ver e reproduzir as personagens de Herman José e levou-o a cruzar-se profissionalmente com o seu ídolo, na televisão e em palco.

Já passou por programas de televisão como Os Contemporâneos, Viver é Fácil, O Que Se Passou Foi Isto, A Copa é Nossa e como host e apresentador em Super Adeptos.  A capacidade vocal permite-lhe fazer regularmente dobragens e locuções publicitárias. A esta capacidade vocal e às reconhecidas imitações de personalidades, sons ou mesmo personagens de ficção, Luís junta o humor de observação e desconstrução que lhe permite recriar e contar histórias nas quais interpreta todas as personagens. As suas características levaram-no à rádio, onde trabalha diariamente: é humorista residente nas Manhãs da Antena 3 com uma rubrica própria intitulada “Outra Coisa”, da qual é autor em parceria com Filipe Homem Fonseca.

Com o sucesso da tour do espectáculo “Roubo de Identidade” e trabalhando regularmente na rádio, televisão e em publicidade, Luís Franco-Bastos provou que os últimos anos lhe permitiram ultrapassar o rótulo inicial de imitador e afirmar-se como humorista e autor feito e é por isso mesmo que tens de saber mais sobre ele!

Diz-me quem é o Luís Franco Bastos visto de fora?
Sou provavelmente a pior pessoa para responder a isso, já que sou a única pessoa que não me vê de fora. Mas gosto de acreditar que a diferença não é muita e que sou razoavelmente genuíno. Acho que o Luís humorista que as pessoas conhecem não está longe do Luís da família e dos amigos.

És alfacinha de berço, com devoção ou por convicção?
De berço, com devoção e por convicção. Não sei se é por Lisboa ser das melhores cidades do mundo ou por eu não ser extraordinariamente aventureiro e gostar das minhas raízes e rotinas, mas não me imagino a viver noutro lugar. Viver, atenção. Adoro viajar e passar uma semana aqui e ali. Mas também adoro voltar.

Porque achas que foste escolhido para esta lista de 100 Lisboetas que todos devem conhecer?
Provavelmente, porque os lisboetas que vocês realmente queriam não responderam e há prazos e horas de fecho que têm de ser cumpridos. Sei como é. Mas se alguém quiser, de facto, conhecer-me melhor, a minha página de Facebook é onde podem acompanhar melhor tudo o que eu faço.

Qual foi a pior ideia que tiveste até hoje?
Ir ao Ikea com um pólo azul vestido. Passei uma manhã a ter de explicar a toda a gente que, ao contrário do que pudesse parecer, eu não trabalhava lá nem sabia em que corredor estavam as estantes Billy.

Que projectos estás a cozinhar neste momento no teu forno encefálico?
Neste momento estamos a dias de encerrar o capítulo “Roubo de identidade” com o lançamento do DVD do espectáculo, no dia 24 de Julho. Em paralelo, estou já a preparar um novo solo de stand up que tenciono levar aos palcos em 2016, fazendo uma digressião ainda maior que a última e, espero, com tanto ou mais sucesso.

Há algum segredo que ainda falte revelar sobre ti?
Tenho alguns vhs’s que os meus pais fizeram com filmagens da minha infância. Talvez lá estejam alguns segredos. Mas, como nem eu quero descobri-los, vou metê-los num contentor e enviar para o Perú.

Gostas de alfaces?
O aparelho digestivo humano não retém nada das alfaces. Nem um nutriente. Entra a 100 e sai a 120km/h. Portanto, é-me indiferente.

Para ti Lisboa é…
Casa.

Revela-nos qual a tua 2ª cidade, a seguir a Lisboa, obviamente!
Porto. Adoptei-a como minha também. Qualquer artista te dirá que actuar no Porto é especial. O público e as pessoas recebem-nos incrivelmente bem. E as francesinhas são uma parte decisiva da equação.

Se fosses Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, qual a tua primeira medida?
Jamais desempenharia um cargo político. Há demasiadas coisas melhores para fazer na vida e, felizmente, a minha profissão é uma delas.

O que gostarias de ver em Lisboa na próxima semana, no próximo mês e no próximo ano?
Comedy Clubs. Já há um, o Lisboa Comedy Club na Avenida Duque de Loulé. Espero que haja cada vez mais e melhores.

Lisboa tem prazo de validade?
Nem pensar.

Qual é a primeira coisa em que pensas quando regressas a Lisboa?
Casa.

Se Lisboa fosse uma piada qual seria?
Lisboa é uma cidade tão completa que até tem um país de 3º mundo dentro dela. Chama-se Martim Moniz, a capital é a marisqueira Ramiro e faz fronteira dum lado com o Rossio, do outro com o Paquistão.
(Uso-a no meu espectáculo “Roubo de Identidade” que está em tour pelo país. É uma piada lisboeta mas do Porto ao Algarve, toda a gente a percebe.)

Sugere-nos outras pessoas dignas da referência “100 Lisboetas que tens de conhecer!”.
Talvez o meu amigo e colega Salvador Martinha, porque ele é tão beto, tão beto mas tão beto que a maioria das pessoas pensa que ele é de Cascais. Mas não, é mesmo lisboeta!
Para além dele, há muito chinês com visto gold que certamente te dirá maravilhas sobre Lisboa. Encontram-se facilmente.