100 lisboetas que tens de conhecer!

#58 – Diogo Assis

Diogo Assis desde cedo começou uma carreira ligada ao turismo. Apaixonado pela cidade e pelo país, viu sempre um potencial enorme naquilo que Portugal pode fazer e ser. Trabalhou como Sales Manager no Hotel Don Pedro e Pestana Palace, aprofundou os seus estudos na Harvard Business School. Homem de garra, de vontade, de sonhos e de realização dos mesmos. Fundou a Events by TLC, um grupo responsável pela organização de mais de 100 eventos anuais em Lisboa. Sempre com uma visão positiva sobre o muito que ainda há por fazer na nossa cidade, damos-te a conhecer o Diogo.

Diz-me quem é o Diogo visto de fora?
Um apaixonado pela vida na sua simplicidade e nos seus valores: família, amigos, desporto, gastronomia, natureza. Casado com uma supermulher, pai de 3 filhos, maratonista recente, empreendedor sempre em busca de inovar e ferrenho Benfiquista.

És alfacinha de berço, por devoção ou por convicção?
Sou alfacinha de berço e com a convicção de que nasci numa das cidades mais bonitas do Mundo. Convicção essa que me levou a recusar convites em diferentes fases da vida para trabalhar fora de Portugal e criar o meu negócio que em primeiro lugar promove e capta grandes eventos internacionais para Lisboa.

Que projectos tens em mãos?
Estamos em rota de expansão no grupo Events by TLC, trazemos anualmente mais de 12 mil pessoas a Portugal nos cerca de 100 eventos que organizamos. Alguns desses eventos têm muita visibilidade para a nossa cidade, com impacto relevante direto e indireto na economia. Continuamos a apostar na América Latina e aproveitar as sinergias naturais com a Península Ibérica.
Por outro lado, temos vindo a investir no desporto como ferramenta de relacionamento para as empresas, seja ela para comunicar com público interno e promover o bem estar dentro das organizações, seja como forma de comunicar e ativar uma marca ou um produto. Trouxemos para Portugal a maior corrida corporativa na Europa, a B2Run que será dia 15 de Setembro no MEO Arena.
Recentemente comprámos os direitos do Triatlo de Lisboa que passará a integrar o circuito do CHALLENGEFAMILY já em 2017, segurando para a nossa cidade nos próximos 3 anos o Corporate World Championship.

Para ti Lisboa é…
…a verdadeira cidade da luz. Luz natural, refletida em toda a cidade pelo rio Tejo. Como escreveu o Financial Times há uns anos: “Lisbon doesn’t know how cool it is!”. O contraste entre o histórico e o moderno presente na arquitectura, nos bairros da Baixa à Expo, nas compras do Bairro Alto e Chiado ou na sofisticada noite de Lisboa. Da gastronomia tradicional do Gambrinus à sofisticação do José Avillez no seu Belcanto de duas estrelas Michelin. É uma cidade de sensações, agitada e animada, cheia de diversidade.

E os lisboetas são…
…simpáticos e hospitaleiros. Orgulhosos do seu património gostam de receber e de mostrar a cidade a quem por cá passa.

O que consideras essencial para que o Turismo cresça de modo sustentável nesta cidade?
Lisboa tem que acompanhar as tendências de consumo e manter-se atualizada. Prolongar esta tendência de crescimento depende de todos os intervenientes em continuarem a investir em novos equipamentos, inovação nas atividades e no serviço de excelência. Lisboa tem que apostar no turismo de qualidade, tem tudo para ser uma referência entre as mais conceituadas cidades recetoras de turismo.

Se fosses Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, qual a tua primeira medida?
Aproveitar o momento de mediatismo à volta do empreendorismo, nomeadamente gerado pelo evento WebSummit, que trará em Novembro mais de 40 mil participantes à cidade, e ampliar pacotes de apoio e mecanismos de captação de empresas tecnológicas, Start Ups e serviços criativos. Na linha do conceito “Lisboa, Silicon Valley da Europa”.

O que gostarias de ver em Lisboa na próxima semana, no próximo mês e no próximo ano?
Na próxima semana ecrãs gigantes em alguns pontos da cidade para juntar os lisboetas à volta da seleção. No próximo mês, Portugal campeão da Europa. No próximo ano, novamente o Benfica Campeão e mais uma grande festa nos Paços do Concelho. Além disso, continuar a ver resolvidos os problemas dos prédios devolutos no coração da cidade.

Lisboa tem prazo de validade?
Lisboa não tem validade.
Num inquérito do Turismo de Lisboa ao grau de satisfação global do turista que nos visita, a resposta de satisfação global é de 95% e cerca de 70% com probabilidade de regresso. 99% afirma que recomendará a visita a Lisboa. Referem como relevante na avaliação a facilidade de comunicação, a qualidade do alojamento, a segurança, o clima ameno e a simpatia dos habitantes. São elementos estruturais que, ao se manterem, mantêm também a cidade atrativa e com ocupações altas.

O que achas que é necessário para Lisboa ser uma referência Mundial?
Falta um ícone, uma imagem de comunicação para trabalhar associações tal como Londres tem o Big Ben, Paris a Torre Eiffel ou em NYC a Estátua da Liberdade. Por outro lado, é necessário manter o bom trabalho das instituições públicas em convidar opinion makers a visitar e “experimentar” a cidade, um investimento com retorno muito alto e possível já que para a publicidade não dispomos de verbas ao nível de outras grandes capitais.

Qual é a primeira coisa em que pensas quando regressas a Lisboa?
Se for no verão numas ameijôas e nuns perceves acompanhado com um vinho branco do Douro como Redoma do meu amigo Dirk Niepoort!!!!

Desejo para 2016?
Que o Turismo consiga continuar a crescer a dois dígitos e influenciar positivamente a recuperação económica e o bem-estar dos Portugueses.

Sugere-nos outras pessoas dignas da referência “100 Lisboetas que tens de conhecer!”.
Pedro Pinha, na reconstrução de edifícios devolutos na cidade; Diogo Muñoz, pintor português mais reconhecido fora de Portugal do que cá e António Homem Cardoso que pela sua fotografia tem um olhar diferente de Lisboa.