De 21 a 27 de Abril

Capa de António Pilar.

Nunca mais, fascismo nunca mais! Nunca mais se gritou outra coisa depois do mais revolucionário dia de Abril. Nunca mais desde 74. É mais do que hora de rever estes nunca-mais.

Tejo sujo nunca mais. Estradas com buracos nunca mais. Fecho do Londres nunca mais. Bicicletas prometidas e não vistas nunca mais. Casas devolutas nunca mais. Avenida da Liberdade poluída nunca mais. Santos só no dia 12 nunca mais. Praxes humilhantes nunca mais. Bilhetes de avião a preço de ouro nunca mais. Sol escondido nunca mais. Salas de espectáculo vazias nunca mais. Filas para a praia nunca mais. Manifestações mornas nunca mais.

Lisboa sempre, Lisboa sempre.

Nunca deixem de nos ler e leiam-nos mais na nossa Newsletter, pelo Facebook, no Instagram ou no Twitter.