De 3 a 9 de Março

Capa de Joana Batista.
Lê a entrevista

Temos um código literário-genético onde está inscrita a igualdade e por isso esta semana queremos celebrar o Dia Internacional da Mulher.

Queremos homenagear não só grande parte da nossa LEQUIPE, já que o sexo feminino nesta redacção representa 75% da mesma, mas queremos acima de tudo homenagear as super-mulheres: as que trabalham num mundo masculino de negócios, as que são mães nas horas vagas que restam depois do emprego, as que fazem compras e cozinham para a família, as que são capazes de criar o próprio negócio e se tornam empreendedoras. As que decidem não ter filhos por opção, as que viajam sozinhas – seja aqui ou noutro qualquer país do Mundo -, as que optam por ficar em casa a fazer a família crescer, as que ganham menos e fazendo o mesmo trabalho de um homem e as que tiveram de se impor.

Queremos venerar as solteiras, as casadas, as viúvas, as amantes, as amadas, as ímpares e as pares. Queremos glorificar as feministas convictas, as machistas de educação e aquelas a quem nem sequer é dada uma oportunidade de decisão. Queremos consagrar as que são livres de escolher mas principalmente aquelas a quem ainda não foi dada esta opção.

Sejas Mulher ou Homem, o desafio é celebrares o teu lado feminino e, por isso, na semana em que se celebra o chamado sexo fraco, queremos fazer dele o mais forte levando-te a celebrar as mulheres da tua vida nas várias propostas que te trazemos. Porque duma coisa não temos a mais pequena dúvida: Lisboa é Mulher!

Feminiza-te também connosco via Facebook, Instagram e Twitter.

Somos parceiros do Festival de Animação de Lisboa | MONSTRA e do Festival Cumplicidades, que nas próximas semanas vão fazer mexer ainda mais a cidade.