Inspiração

GAA

Inspiram-me as pessoas que sonham e concretizam, principalmente quando os seus projectos ajudam os outros e tornam o nosso Mundo um lugar melhor.

O Grupo de Auto Ajuda para Familiares de Doentes Oncológicos (GAA) é o resultado de um grupo de pessoas que se juntaram para tentar dar uma resposta à seguinte pergunta: o que podemos fazer pelos Outros? Constituído por voluntários e profissionais, o GAA funciona no IPO de Lisboa abrigado numa valência da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC).

Como é que tudo começou? A Carolina Vilardouro conta-nos tudo: “Um dia recebi um e-mail do Luís Quintino a dizer que tinha uma ideia que gostava muito de por em prática. Conheci o Luís no IPO de Lisboa porque o seu filho estava internado no mesmo quarto do meu pai. Como eu lá estava a acompanhar o meu pai começamos a falar sobre tudo o que se passava. Mais tarde o Luís faleceu e cerca de um mês depois faleceu o meu pai. Mas a amizade manteve-se até hoje.

Durante a doença do filho o Luís sentiu uma grande necessidade de fazer qualquer coisa para lidar com a dor e foi aqui que nasceu “A Geometria do Amor”. Depois de escrever o livro continuou a ter a necessidade de fazer mais qualquer coisa e foi aqui que me contactou. O Luís queria criar um grupo de auto-ajuda não para doentes, mas para aqueles que cuidavam dos doentes. Ou seja, para os familiares e cuidadores.

Encontramo-nos – eu, ele e a Adelaide – e decidimos pôr mãos à obra. Para mim e para eles este projecto fazia todo o sentido. Cada um fez o que tinha a fazer, falamos com a LPCC – Liga Portuguesa Contra o Cancro, e o resto é história. Depois de muitas reuniões, para frente e para trás, depois de muito trabalho e persistência por parte do Luís (que foi imparável) o grupo é algo reconhecido, oficializado e regulamento próprio.

Durante todo este processo juntaram-se a nós mais pessoas, que fazem parte do Grupo Fundador, sem as quais nada disto tinha sido possível: Graça Oliveira, Susana Oliveira, Adelaide Fernandes e a Cristina Rodrigues. Todas estas pessoas são de uma extrema importância para este grupo, elas são os pilares de tudo.”

O GAA ​reúne quinzenalmente com o propósito de ajudar familiares/cuidadores de doentes adultos com cancro, no processo de doença e tratamento. É um grupo misto, informal e aberto que é coordenado pelos seus pares e gerido pela LPCC. Apenas podem participar dele as pessoas que partilhem do mesmo problema e se enquadrem no espírito e trabalhos do grupo.

Os seu objectivos são diversos: (1) dar a conhecer-se a pessoas que passam pela mesma situação; (2) criar oportunidades para a partilha de experiências; (3) combater a sensação de isolamento; (4) desenvolver a auto estima; (5) divulgar informação relevante; (6) proporcionar a compreensão e o apoio mútuos; (7) amenizar a vivência do sofrimento​.

Para saberes mais, liga para aqui.