Jardim da Cerca da Graça

Place Ar Livre
jardim-cerca-de-graca-17-06-7


Onde?
Calçada do Monte, 46
Ver Mapa
?When

2.ª - Dom: 8h - 23h

?How Much

Gratuito



Onde?
Calçada do Monte, 46
Ver Mapa
Quando?

2.ª - Dom: 8h - 23h

How Much?

Gratuito

Gosto de pensar que se fosse sabido que o sonho de criar este jardim ia trazer tantas alegrias, não teríamos esperado tanto tempo para que ficasse pronto. Já no século passado, Sá Fernandes (o vereador da CML com o pelouro da Estrutura Verde) tinha razão ao acreditar que este novo espaço verde funcionaria como um pulmão para esta zona da cidade.

No sentido literal da palavra, fazemos a analogia entre o Jardim da Cerca e um pulmão porque, por ser um espaço verde, faz com que, literalmente, respiremos melhor. Mas entenda-se o sentido figurativo do seu significado: respiramos melhor porque temos um novo espaço que permite descontrair, correr, fazer piqueniques, deixar os miúdos divertirem-se, desfrutar de uma vista de cortar a respiração – o Miradouro da Graça que me perdoe, mas o Jardim da Cerca ganha-lhe “por um bocadinho assim”! Ainda bem que vinte anos depois o sonho se tornou realidade, porque trouxe – sobretudo aos moradores da Graça e da Mouraria – um novo fôlego para querer permanecer nesta zona da cidade.

Citando informações mais práticas, diz que o Jardim da Cerca é o maior espaço verde de acesso público da zona histórica e o segundo maior de Lisboa, a seguir ao Jardim Botânico.  O espaço contempla a plantação de cerca de 180 árvores e arbustos, três miradouros, um parque de merendas, um pomar giríssimo, um quiosque com esplanada e um parque infantil.

O novo jardim tem também uma função de atravessamento, já que assegura novas ligações entre os bairros da Graça e da Mouraria, dispondo de três entradas principais: uma junto ao Convento da Graça, outra na Calçada do Monte, a meio da encosta, e, junto à Mouraria, uma outra na zona das Olarias (um pouco acima do novo Centro de Inovação da Mouraria / Quarteirão dos Lagares.

O Jardim da Cerca caiu na boa graça (passo a expressão) dos Lisboetas, que já o sentem como o novo spot de Verão. Respira fundo e agradece. Afinal, Lisboa acabou de ficar ainda mais rica.