A Poça e a Azarujinha

Place Ar Livre
12108200_953748131352062_2790638400584069698_n


Onde?
Avenida Marginal, São João do Estoril
Ver Mapa
?When

?How Much



By jmoura


Onde?
Avenida Marginal, São João do Estoril
Ver Mapa
Quando?

How Much?

Há um canto em São João do Estoril que põe todos os outros cantos a um canto, onde toda a gente devia ir uma vez na vida. A facciosidade que me está enfiada na costela – pois foi aí que passei grande parte da juventude e agora grande parte do pós-juventude aka pré-carcaça – força-me a dizer sem medo nenhum que é um dos sítios mais ricos a nível de estímulos positivos.

Concentrados numa pequena densidade de terra encontramos esplanadas clássicas de sardinha e cadeira de plástico, quiosques, um restaurante mais armado ao pingarelho e a tentar destoar pela superioridade. E pessoas. E essas aqui, não querem ser superiores a ninguém. Todo o género de pessoas. Uma fauna de gente do mar à antiga e de putos malandros, famílias, namorados. Old school e new school. Os putos do liceu aos molhos nas suas primeiras incursões charrísticas.

É aqui que arranca o paredão em direcção a Cascais. E é aqui que arrancam muitos atletas mais ou menos ou nada profissionais nos seus joggings, footings, ou charming cruisings em direcção a Cascais. Para depois voltarem mais tarde num estado mais lastimável. A Azarujinha e a Poça é de onde parte e onde desagua muita gente. Mas é também onde está muita gente há muito tempo. Muitos que vão ali para ficar e desfrutar daquela muralha em curva que faz vénia ao mar. Do vento que não entra na Azarujinha quando entra por toda a linha adentro. Da Primeira com a Formiga mesmo à frente, do Pescoço do Cavalo, da Esquerda da direita e outros picos que são ponto de encontro de uma grande quantidade e qualidade de surfistas e bodyboarders que, cheios de amor à terra, ali passam todos os swells da sua vida. Porque quem põe a pata na Poça, nunca mais esquece que o fez.